Empreendedorismo

1. Empreendedorismo - base teórica

https://europa.eu/european-union/index_en


A educação para o empreendedorismo é sublinhada pela Comissão Europeia como um factor-chave para a competitividade numa economia global e está estabelecida na estratégia "Europa 2020", seguindo a Estratégia de Lisboa. Em janeiro de 2013, numa ação para promover o Empreendedorismo (Plano de Ação para o Empreendedorismo 2020), a Comissão Europeia exortou todos os Estados membros a garantir que o empreendedorismo seja incorporado nos currículos da educação primária, secundária, terciária, universitária e na educação de adultos até o final de 2015 como uma competência chave.

O conceito de empreendedorismo deve ser integrado e compreendido num contexto mais amplo. A educação para o empreendedorismo não deve ser confundida com os estudos económicos gerais, deve ser entendida como um conjunto de competências-chave que cada formando deve ter e deve desenvolver constantemente. No contexto deste curso, isso diz respeito principalmente à capacidade de estabelecer metas realistas e realizáveis a serem alcançadas através de estratégias inovadoras de negócios e marketing.

A educação para o empreendedorismo exige que os professores usem métodos de aprendizagem adequados, como o aprendizagem por projetos, em que o conhecimento teórico é combinado com situações práticas do mundo real nas relações entre pessoas. Na fase de implementação, o formador/professor atua como orientador ou conselheiro.

Para desenvolver competências de empreendedorismo, é necessário acentuar a visão geral do aluno, que incluirá o contexto do tema e dos aspectos económicos. Em suma, o conceito de educação para o  empreendedorismo deve incluir o empreendedorismo e a criatividade como qualidades pessoais do indivíduo, a preparação para o empreendedorismo como profissão e empreendedorismo como valor social ou individual.